FESP Faculdade de Engenharia São Paulo

OBJETIVOS

Este curso, dirigido a profissionais que pretendam trabalhar no campo de automação e controle de processos, foi concebido com o objetivo de introduzir e aplicar as modernas técnicas de projeto que utilizam a tecnologia da informação, controladores lógicos programáveis, sistemas supervisórios, usabilidade, e redes de dados com o intuito de preparar, atualizar e qualificar profissionais dedicados ao desenvolvimento e administração de projetos de automação industrial, sempre voltado às necessidades de um mercado dinâmico.

IMPORTÂNCIA DO CURSO / JUSTIFICATIVA

A competição do mercado globalizado, somada às necessidades crescentes de sustentabilidade e segurança, tornaram o mercado para automação industrial expansivo de forma sustentada nos últimos anos, com as atuais perspectivas de crescimento do PIB inclusive com a prevista expansão da indústria petroleira e petroquímica.

A automação e o controle de processos têm participado cada vez mais da vida de todos, seja na engenharia, na medicina, na agricultura, na indústria de uma forma geral: alcooleira, petroquímica, alimentícia, laboratorial, química, têxtil, aeroespacial, dentre tantas outras que podem ser citadas, ou seja, é uma das atividades multidisciplinares mais importantes nos dias de hoje.

O especialista na área de automação e controle tem que possuir a habilidade de participar de uma equipe que seja a responsável pelo planejamento e estudo visando à implantação e/ou aperfeiçoamento de instalações existentes, além de ter a capacidade de adaptar-se às novas tecnologias da tecnologia da informação que constantemente surgem na área tecnológica. Além disso, deve estar apto para identificar, equacionar e solucionar problemas técnicos relativos à medição e ao controle das variáveis, bem como supervisionar a realização de atividades técnicas. Todo este conhecimento deve sempre agir em conjunto com a melhoria do processo como um todo, dentro de uma visão macro, envolvendo-se com questões de meio ambiente e segurança.

Este especialista deve ter a habilidade de participar de tarefas multidisciplinares, tomar decisões e intervir no sistema produtivo de forma técnica e estratégica, resultando num aumento de produtividade sempre com maior qualidade, confiabilidade e segurança. Um perfil profissional que inclua iniciativa, senso de responsabilidade, comprometimento com a segurança do trabalho, meio ambiente e capacidade de liderança e gerenciamento, representa, hoje, um diferencial com bastante importância e aceitação no mercado de trabalho atual.

DURAÇÃO DO CURSO, HORÁRIOS E PERIODICIDADE DAS AULAS

O curso será desenvolvido em 12 (Doze) módulos com duração média de 4 semanas cada. A carga horária total será 376 horas-aula. As aulas serão dadas no período noturno às sextas feiras das 19h00 às 22h40 e aos sábados das 8h00 às 11h40 na sede da FESP, Av. 9 de julho, 5520- Jardim Europa, com inicio previsto para 16 de Março de 2012, desde que haja número suficiente de alunos para montagem da turma.

PÚBLICO-ALVO

O curso está planejado para profissionais com curso superior completo, principalmente das engenharias elétricas e mecatrônica e mesmo aqueles com formação na área de tecnologia da informação com interesse em automação industrial e controle de processos.

METODOLOGIA E ESTRATÉGIAS DE TRABALHO

O Curso será desenvolvido por meio de aulas expositivas e práticas observando sempre um caráter eminentemente prático.

Serão disponibilizadas salas de aulas equipadas com recursos modernos de multimídia e com o apoio das ferramentas computacionais mais utilizadas nos escritórios de projeto. O Curso contará, ainda, além do corpo docente oficial, com especialistas convidados para apresentar assuntos relevantes de cada módulo.

DISCIPLINAS DO CURSO

EAC1. Soluções em Automação Industrial (Visão Geral do mercado).

EAC2. Aplicações de Instrumentação e PI&D.

EAC3. Modelagem de Processos Utilizando Controladores Programáveis.

EAC4. Sistemas Supervisórios e suas Aplicações.

EAC5. Redes de Comunicação Corporativas e redes de chão – de – fábrica.

EAC6. Aplicações de Controle em plantas Industriais.

EAC7. Soluções Integradas – Projeto( CLPs + Supervisorios + Redes + Controle + MES).

EAC8. Aplicações de Banco de Dados em Ambiente Industrial

EAC9. Integração de sistemas ERP com Chão de fábrica/ Virtualização de Sistemas

EAC10. Gestão Aplicada à Automação de Processos Industriais-1.

EAC11. Gestão Aplicada à Automação de Processos Industriais-2.

EAC12. Metodologia Cientifica.

CORPO DOCENTE

Coordenação:

  • Prof. Dr. Alexandre Acácio de Andrade, MSc / PhD
  • Pro MSc Helvio Fregolente Jr
  • Prof. Dr. Plínio F. Santos Rodrigues/ PhD

Professores:

  • Msc. Fabiola Batistin, MSC – Arte e Educação – Professora FIAP
  • Dr.Reinaldo Burian, MSc / PhD – Coordenador FIAP – Consultor de Empresas – Automação Industrial
  • Dr.Sergio Luiz Pereira, MSc / PhD
  • Carlos Aurélio B. Gonçalves – Indústria Automobilística
  • Carlos Satoshi Aoki – Diretor da People Team
  • MSc Carlos Alberto Pegolo – FESP, São Judas
  • MSc Lina M.M.G. Silva, Unipalmares, Anhanguera
  • MSc Altamiro Mann Prado – Rockwell Automation
  • Dr.Flavio Barbosa Melo MSc / PhD – UNESP / Emerson Process
  • MSc. Celso Henrique Poderoso de Oliveira – Coordenador FIAP e Consultor em Banco de Dados
  • Dr César Augusto Cardoso Caetano Coordenador FIAP – Consultor de Empresas.

CONTEÚDO PROGRAMÁTICO E BIBLIOGRAFIA INDICADA DAS DISCIPLINAS

EAC1. Soluções em Automação Industrial (Visão Geral do mercado).

• Histórico – da Revolução Industrial à Indústria Moderna

• Conceito de Processo de Automação Industrial

• Panorama geral das Industriais no Brasil

• Arquitetura da Automação Industrial

• Níveis de Complexidade da Automação/ Modelo integrado da automação industrial

• Tipos de Processos: Discreto, Contínuo e Híbrido

• Entendimento de um Processo de Automação Industrial

• Soluções empregadas: hardware e software

• Panorama de Mercado – Conceito de TI (Tecnologia da Informação) e TA (Tecnologia da Automação)

• O crescimento da Engenharia de Software no desenvolvimento de um projeto

• Projeto de automação industrial – análise e síntese

EAC2. Aplicações de Instrumentação e PI&D.

• Conceitos Básicos: Instrumentos Analógicos, Digitais, 2-fios, 4-fios.

• Normas Técnicas e Documentação: ISO, ABNT, Fluxogramas de processo/Instrumentação

• Incertezas e Propagação de Incertezas: Método Clássico e por Distribuições de Freqüência.

• Características Estáticas: Especificações de desempenho.

• Áreas Classificadas e Proteções: Á prova de Explosão, Intrinsecamente Seguro.

• Interferência Eletromagnética: Aterramento, Fiação, Filtros e Protetores de Surtos

• Redes de Campo e Ferramentas de Comunicação: HART, Fieldbuses.

• Redes de Campo Sem-Fio.

EAC3. Modelagem de Processos Utilizando Controladores Programáveis

Ciclo Hidrológico. Cartografia. Geodésia. Clima. Bacia Hidrográfica. Precipitação. Escoamento Superficial. Balanço Hídrico. Vazões de Enchentes. Gestão de Recursos Hídricos.

• Controladores de processos industriais, single loop, CLPs, Safe PLCs, SDCDs.

• Normas IEC 61131, linguagens mais utilizadas

• Metodologia para elaboração de projetos utilizando controladores de processo.

EAC4. Sistemas Supervisórios e suas Aplicações

• Sistemas Interativos – Interação, Interface e ambiente Físico

• Conceito de Interface Homem-Máquina – IHM

• Usabilidade, Experiência do Usuário e Acessibilidade

• Aplicações de IHM no ambiente industrial

• Sistemas Supervisórios

• Os Sistemas Supervisórios e o Processo de Design

• Identificação de Necessidades e Requisitos

• Aplicações de Sistemas Supervisórios no Ambiente Industrial

• SCADA – Supervisory Control and Data Acquisition (Aquisição de Dados e Controle dos Sistemas Supervisórios)

• Contexto de Aplicação de Soluções SCADA no Ambiente Industrial

• Soluções de Mercado

• Arquitetura do SCADA

• Principais Características do SCADA

• Desenvolvimento de Projetos utilizando o SCADA

• Planejamento e Projeto de uma Solução em Ambiente Industrial

EAC5. Redes de Comunicação Corporativas e redes de chão – de – fábrica.

• Fundamentos da comunicação de dados

• Conceito de Rede de Comunicação de Dados

• Evolução das arquiteturas

• Conceituação de Infra-estrutura

• Protocolos/ Padrões

• Arquiteturas do Ambiente de Redes Locais, Redes Metropolitanas e Redes WAN

• Conceito de Endereçamento

• Segurança no tráfego de dados.

• Redes de Comunicação Industrial

• Níveis de Automação Industrial

• Variáveis para Especificações das Redes de Automação

• Principais protocolos Organizações de Mercado: Fieldbus Fundation, Profibus, Hart, Control Net, Device Net, Interbus S, Ethernet, Modbus, ASi e CAN

• Normalização

• Interoperabilidade e Interconectividade

• Número Máximo de Nós

• Velocidade/Tipo de Tráfego

• Segurança Intrínseca/Redundância

• Interação com PC´s, PLC´s e SDCD´s

• Inteligência Distribuída

• Software e hardware

• Aplicações

EAC6. Aplicações de Controle em plantas Industriais.

• Introdução e Motivação ao Curso, histórico e motivação

• Exemplos de sistemas de controle; malha fechada versus controle em malha aberta

• Representação e simulação de sistemas

• Modelagem Matemática de Sistemas; modelos matemáticos dos sistemas físicos, Sistemas mecânicos, Sistemas elétricos, Sistemas análogos

• Simulação de Sistemas Dinâmicos

• Controladores;Controladores automáticos industriais, Ações de controle P, I e D

• Sintonia de controladores

• Segurança Intrínseca

EAC7. Soluções Integradas – Projeto (CLPs + Supervisorios + Redes + Controle + MÊS)

• Conceito de Projeto – Aplicações e uso do PMBOK

• Gestão da Automação e Engenharia

• Estimativa de Esforço de Engenharia

• Especificações de Hardware e Software

• Aplicações Industriais

• Sistemas Centralizados e Sistemas Distribuídos

• Sistemas Dinâmicos e Sistemas a Eventos Discretos

• Processos de Controle

• Considerações de Regime Dinâmico e Permanente: ganho, tempo morto e constante de tempo.

• Ações de Controle por Realimentação: PID, Avanço / Atraso, Avante

• Ajustando sistemas de controle: ajuste de malha fechada usando o Método de Ziegler Nichols, critérios de avaliação e controle.

• Controle em cascata: malha primária, malha secundária, critérios de ajuste e projeto.

• Integração de Processos Industriais

• MES – Manufacturing Execution Systems – Sistemas de Execução da Manufatura

• Aplicações de MES e normas utilizadas

• Implantação de uma Solução MES

• Estudo de Caso – Projeto de Integração de uma ambiente industrial

EAC8. Aplicações de Banco de Dados em Ambiente Industrial

• Conceito e Evolução do Armazenamento de Dados na automação

• Conceito de Sistema de Gerenciamento de Bancos de Dados

• Sistemas Transacionais e Modelo Relacional

• Sistemas de Suporte a Decisão e Modelo Multidimensional

• Armazenamento de Dados de Ambiente Industrial

• Gerenciando Grandes Volumes de Dados: Big Data

EAC9. Integração de sistemas ERP com Chão de fábrica/ Virtualização de Sistemas

• Modelos de negócios

• Planejamento de recursos empresariais

• Histórico, Definição e evolução do ERP

• O uso do ERP no mundo real: estudo de caso

• O problema da Integração com o Chão-de-Fábrica

• Infra-estrutura de TI e Virtualização

• Investimentos

• Maturidade

• Gerenciamento de Serviços

• Impactos da Virtualização na infraestrutura de TI

• Cloud Computing e Virtualização

• Aplicação da Virtualização no Chão-de-Fábrica.

Gestão Aplicada à Automação de Processos Industriais-1

• Conceituação das principais metodologias de gerenciamento de projetos (PMBOK, PRINCE e SCRUM).

• Gerenciamento da Integração.

• Gerenciamento do Tempo

• Gerenciamento dos Recursos

• A análise de riscos e a sua importância para o Projeto Modelos de negócios

EAC11. Gestão Aplicada à Automação de Processos Industriais-2

• Conceituação e classificação de processos de Produtos e de Serviços.

• Tipificação e Gestão de processos e tipos de lay-outs para a Automação.

• Metodologias para localização de empresas e cadeia de suprimentos.

• Gestão de projetos de Automação.

• Projeto e estudo de caso

EAC12. Metodologia Cientifica

• Modelos de Pesquisa

• Técnicas de apresentação de Estudos Científicos

• Pesquisas: observacional, experimental e não-experimental (quase-experimental).

• Pesquisas: exploratória, descritiva e explicativa.

• Características da pesquisa observacional.

• Estudo de Casos, técnicas mais adequadas aos estudos de caso

AVALIAÇÃO DE DESEMPENHO

A avaliação do aproveitamento no curso dar- se- à por meio de avaliações monitoradas por disciplina. A aprovação em cada disciplina exigirá a nota mínima 6,0 (seis) e freqüência mínima de 75%(setenta e cinco por cento). Além disso, ao longo do curso, os interessados deverão desenvolver um trabalho de conclusão (monografia) a ser apresentado e avaliado após o término do 12 º módulos.

CERTIFICADOS

Aos alunos que cursarem todas as disciplinas com aproveitamento adequado, serão atribuídos pela FESP certificados de pós-graduação “Lato-Sensu” em Automação industrial e Controle de Processos.

PREÇO

O preço total do curso será de R$ 14.250,00 (Quatorze mil e duzentos e cinquenta reais) a serem pagos da seguinte maneira:

• R$ 250,00 (duzentos e cinquenta) no ato da matricula;

• 20 parcelas de R$ 700,00 (setecentos), pagas a cada trinta dias, vencendo a primeira parcela no dia 10 de abril de 2012.

MATRÍCULAS.

Os interessados poderão efetuar suas matriculas no período de 16 de janeiro a 02 de março de 2012, na Secretaria Geral da FESP, à Av. Nove de Julho, nº5520- Jardim Europa, das 10:00 às 19:00 horas munidos da ficha de inscrição disponível no site www.fesp.br e de documento comprobatório de Graduação plena conforme definido no publico alvo.

Comentários ou perguntas são bem-vindos.

* indicates required field